Deltan Dallagnol responde por novo processo no Conselho Nacional do MP

Compartilhe agora


O Pleno do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) determinou nesta terça-feira (10), por maioria, a instauração de processo administrativo disciplinar (PAD) contra o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba (PR).

O PAD foi instaurado a partir de reclamação feita pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL) que afirma que o procurador violou sua função ao fazer campanha contra ele nas redes sociais durante as eleições para a presidência do Senado em 2018.

A conduta de Dallagnol foi tipificada como violação do dever funcional de guardar decoro pessoal em respeito à dignidade de suas funções e à da Justiça.

LEIA TAMBÉM:

Deltan Dallagnol ficou magoado com punição do CNMP

De novo: Juíza de Curitiba suspende julgamento de Deltan no CNMP

Deltan Dallagnol, o ‘carrasco’ da Lava Jato, deve ser punido no CNMP

O CNMP decidiu, na mesma sessão, manter arquivada outra reclamação disciplinar (1.00428/2019-15) contra Dallagnol, que havia sido proposta pela senadora Kátia Abreu (PDT-TO). Ela acusa o procurador de ter utilizado a internet para difundir matéria jornalística contra ela.