Pobreza

Brasil mais desigual perde posição no ranking do IDH

Publicado em 9 dezembro, 2019
Compartilhe agora!

Pobreza
O Brasil recuou uma posição no ranking global do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), em 2018, e ocupa o 79º lugar, em um grupo de 189 países. O relatório mundial divulgado, nesta segunda-feira (9), pela Organização das Nações Unidas (ONU), mostra que o IDH brasileiro foi de 0,761, contra 0,760 em 2017.

O índice é feito com base em dados de expectativa de vida ao nascer, escolaridade e renda per capita, e quanto mais próximo de 1, melhor a avaliação do desenvolvimento humano do país.

No ranking atual, o Brasil fica empatado com a Colômbia e atrás de países como Chile, Argentina, Uruguai, Tailândia, Granada e Sri Lanka, por exemplo. O país é apenas o 4º melhor IDH da América do Sul. O ranking global é liderado pela Noruega, Suíça e Irlanda. Na outra ponta, o Níger tem o pior índice, de 0,377.

LEIA TAMBÉM:

Seis milhões de pessoas cairão na extrema pobreza na América Latina em 2019, aponta Cepal

Seis milhões de pessoas cairão na extrema pobreza na América Latina em 2019, aponta Cepal

Bolsonaro amplia a pobreza e apela ao terror como saída, por Milton Alves

O Pnud aponta que o Brasil tem ainda a segunda maior concentração de renda no 1% mais rico da população: 28,3%, ficando apenas atrás do Qatar, com 29%.

A política econômica ultraliberal e autoritária do governo Bolsonaro-Paulo Guedes tende aprofundar a concentração de renda e favorecer o crescimento da pobreza e da desigualdade no país.

Compartilhe agora!