Bolsonaro jura que sai da vida pública caso tenha prejudicado alguém

O futuro ex-presidente Bolsonaro jura que, caso prejudique alguém, deixa a vida pública imediatamente. A afirmação foi feita no Twitter para compartilhar um trecho de uma entrevista do general Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional do governo.

O problema é que a entrevista nem é tão elogiosa. O general até se esforça para puxar o saco do capitão, mas acaba reconhecendo que o primeiro ano foi um desastre por causa da inexperiência do presidente.

Leia o tuíte com o auto-elogio e tire suas conclusões:

Se Bolsonaro honrar o que diz na segunda frase, ele tem que renunciar imediatamente.

E logo devem surgir as listas dos prejudicados pelo seu (des)governo.

LEIA TAMBÉM
Governo Bolsonaro proíbe enfermeiros de aplicarem o DIU

Frota ‘sugere’ que Carluxo, Léo Índio e Edu Pirulito são os mascarados de vídeo integralista

Governo Bolsonaro autoriza aumento no preço do gás de cozinha nesta sexta