Bolsonaro assombrado combatendo esqueletos escondidos no armário

O presidente publicou um vídeo com falas de jornalistas e adversários políticos feitas antes da sua vitória na eleição de 2018. Em comum, todos previam sua derrota baseados na inconsistência das suas propostas e no vazio da sua trajetória.

Essa obsessão de Bolsonaro em reviver a eleição explica um pouco sua constante necessidade de criar confrontos. Parece que o presidente ainda não saiu da campanha.

O engraçado é que durante a campanha, ele não participou de nenhum debate. Depois da facada, ela virou sua desculpa, seu refúgio.

Confira o tuíte do presidente:

O vídeo em si, mostra que Bolsonaro foi um fenômeno maior que Collor. Mas o texto que Bolsonaro escreveu para compartilhar o vídeo mostra que ele anda assombrado, anda com medo dos esqueletos no seu armário.

Não é a primeira vez que Bolsonaro tenta se adiantar a novos escândalos, ou aprofundamento de maracutaias anteriores. Ele deixa transparecer que há coisas escondidas e que logo elas virão a público.

Aguardamos ansiosos.

LEIA TAMBÉM
Reveja o vídeo em que Guedes promete gás pela metade do preço

Moro pode deixar governo Bolsonaro até julho de 2020

Bolsonaro radicaliza e indica pastores evangélicos para a diretoria da Ancine