Bia Kicis, deputada bolsonarista, expulsa do PSL por infidelidade partidária

Compartilhe agora


A deputada bolsonarista Bia Kicis (DF) foi expulsa, nesta quinta-feira (12), do PSL por incorrer em “grave infração ética” e desrespeitar “os princípios de fidelidade partidária” estabelecidos no estatuto do partido, diz o comunicado da legenda.

“É notório que a deputada em questão vem realizando campanha em favor do partido em formação denominado ‘Aliança’, e para tanto desacreditando a agremiação à qual pertence atualmente”, apontou o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, referindo-se à Aliança Pelo Brasil, partido que Bolsonaro pretende fundar.

De acordo com o documento, a conduta de Bia Kicis, “pública e reiterada, implica em ofensa inadmissível à imagem do partido, bem como evidencia ação contrária ao programa partidário”.

“A gravidade da conduta e os prejuízos que vêm sendo suportados pela agremiação, justificam a gravidade da pena imposta”, justifica Bivar.

LEIA TAMBÉM:

Frota revela fonte criminosa de fake news da grotesca Bia Kicis

Bivar tira deputada Bia Kicis da presidência do PSL em Brasília

Lula será o melhor cabo eleitoral para 2020, Bolsonaro atrapalha

A luta entre bivaristas e bolsonaristas se intensificou nesta semana no interior do partido com a suspensão de parlamentares e a volta de Joice Hasselmann para a liderança do PSL na Câmara dos Deputados.