Após ofender professores, ‘Mamãe Falei’ arrega com medo de cassação


O deputado estadual Arthur do Val (sem partido), conhecido pelo apelido de Mamãe Falei, após provocar e xingar de “vagabundos” os professores, que se manifestavam durante votação na Alesp do projeto de reforma da Previdência do governador Doria, agora tenta se passar por “vítima” com medo de enfrentar um processo por quebra de decoro e ter o seu mandato cassado.

“As imagens falam por sí só, eu não enconstei em ninguém”, escreveu Mamãe Falei nesta quinta-feira (5). O tom de defensiva é completamente diferente da postura agressiva e arrogante quando dos seus ataques aos manifestantes.

Arthur “Mamãe Apanhei” do Val, ou Mamãe Falei, foi expulso do Democratas no mês de novembro após chamar colegas do parlamento de “vagabundos”.

Mamãe Falei, que integra o Movimento Brasil Livre (MBL), ganhou notoriedade usando as redes sociais para atacar o governo Dilma, o PT e movimentos sociais, com a exibição de vídeos grotescos e chulos, mas que alcançavam grande audiência no Yuotube.

LEIA TAMBÉM:

PT quer a cassação do deputado ‘Mamãe Falei’ por agressão verbal a servidores

Deputado ‘Mamãe Apanhei’ se dá mal na ALESP após xingar servidores de vagabundos; assista

‘Arthur Mamãe Falei’ é expulso do DEM de São Paulo

A bancada do PT anunciou que vai formalizar o pedido de cassação do deputado do MBL.

E pelo jeito Arthur do Val ficou com “medinho”.