PT aciona Conselho de Ética da Câmara contra Coronel Tadeu por crime de racismo

O PT entrou nesta quarta-feira (20) com uma representação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados para que o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) responda pelo episódio em que quebrou a placa de uma exposição da Câmara sobre o genocídio da população negra.

A exposição foi aberta ontem (19) para celebrar o Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado nesta quarta.

LEIA TAMBÉM:
Oposição protocola representação na PGR contra coronel Tadeu e Daniel Silveira por crime de racismo

Ao vivo: Professor Paixão fala sobre Zumbi dos Palmares e a luta contra os retrocessos

Benedita da Silva: Coronel Tadeu “deu um tapa na cara de cada negro e de cada negra desta Casa”

Na representação, que é assinada pela presidenta nacional da sigla, deputada Gleisi Hoffmann (PR), o PT afirma que se trata de “ato de extrema gravidade”, que reforça as estatísticas de uma “cultura racista e de violência diária contra a população negra”.

O PT argumenta que houve quebra de decoro parlamentar e pede que o Conselho aplique as sanções cabíveis. Pelo Código de Ética da Câmara, as punições previstas vão de censura até a perda do mandato.

“Decoro, não custa reafirmar desde logo, é comportamento, é imagem pública, é honra, é dignidade. Decoro parlamentar é obrigação de conteúdo moral e ético que não se confunde com aspectos criminais, embora deles possa decorrer”, destaca o partido na peça.

O PT também ressalta que a conduta do Coronel Tadeu “em nada dignifica o mandato que ele titulariza e muito menos o Parlamento, que se vê constantemente envolto com ataques da espécie, que vitima a sociedade e a democracia brasileira”.

Leia a íntegra da representação do PT:

Representação do PT

Com informações do G1.