Ministro Ricardo Salles é suspenso do Partido Novo


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, teve a filiação ao Partido Novo suspensa pela Comissão Nacional de Ética Partidária da legenda. A sigla direitista divulgou, na noite desta quinta-feira (31), uma nota confirmando o afastamento do titular da pasta ambiental.

“O Novo informa que a Comissão Nacional de Ética Partidária, no exercício de suas atribuições, conforme determina o Estatuto do Novo nos artigos 19 e 72<, inciso V, suspendeu, em caráter liminar, a filiação do Sr. Ricardo de Aquino Salles até o julgamento final da denúncia apresentada perante a Comissão”, diz o texto

O dispositivo do estatuto do Novo prevê suspensão em caráter temporário, ou liminar, quando há “risco de dano grave e de difícil reparação à imagem e reputação do Novo”.

O afastamento foi tomado dentro do processo instaurado pelo deputado estadual Chicão Bulhões (Novo-RJ), que analisa a expulsão de Salles do partido.

LEIA TAMBÉM:

Veja essa: Peixes de Bolsonaro são inteligentes e fogem do petróleo

PSOL anuncia que vai pedir afastamento imediato de Ricardo Salles

Ricardo Salles levou 41 dias para acionar plano de emergência no Nordeste

A atuação do ministro diante da crise do desmatamento e das queimadas, principalmente na Amazônia, e das ações de monitoramento e retirada do óleo encontrado nas praias do Nordeste, tem sido bastante questionadas por integrantes do partido.