Lula liga para Evo Morales e manifesta solidariedade e preocupação humanista

Publicado em 28 novembro, 2019
Compartilhe agora!

O ex-presidente Lula (PT) conversou por telefone nesta quarta-feira (27) com Evo Morales, que renunciou à presidência da Bolívia ao ser pressionado pelos militares e está asilado no México.

Na conversa, Lula expressou “solidariedade” e “preocupação humanista” tanto por Morales como pelo povo boliviano.

LEIA TAMBÉM:
Lula ao El País: “Não sei por que o Governo Bolsonaro tem medo do povo na rua”

Bolsonaro denunciado em Tribunal Internacional por incitar genocídio de índios

BolsoDólar bate novo recorde e atinge R$ 4,26; BC ‘torra’ US$ 1 bilhão

No segundo ato público após a soltura, Lula disse que Morales “ganhou as eleições, fez o melhor governo desde que a Bolívia foi fundada, criou políticas sociais e foi eleito outra vez, mas a direita não aceita o resultado”.

Em entrevista recente ao jornal britânico “The Guardian”, Lula afirmou que Morales “cometeu um erro quando buscou um quarto mandato como presidente”, mas denunciou que “foi um crime, um golpe de Estado” que o tirou do poder.

Morales deixou a Bolívia no dia 11 de novembro, depois da pressão das Forças Armadas e de uma auditoria da Organização dos Estados Americanos que apontou “graves irregularidades” nas eleições de 20 de outubro.

A renúncia de Morales foi considerada um golpe de Estado por várias lideranças e governos latino-americanos.

Com informações da Agência EFE.

Compartilhe agora!