Leonardo DiCaprio rebate acusação de Bolsonaro sobre queimadas na Amazônia

Publicado em 30 novembro, 2019
Compartilhe agora!

O ator norte-americano Leonardo DiCaprio rebateu a acusação sem provas feita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que ele estaria colaborando com queimadas criminosas na Amazônia através de doações financeiras à Organizações Não Governamentais (ONGs).

Em uma nota publicada pelas agências Reuters e AP, DiCaprio nega que tenha feito doações a ONGs nomeadas por investigadores brasileiros até agora. “Embora mereçam apoio, nós não financiamos as organizações citadas”.

LEIA TAMBÉM:
Caiu na rede: DiCaprio incendeia Amazônia de Bolsonaro com mamadeira de piroca

Procurador da força-tarefa Lava Jato recebeu propina, diz Polícia Federal

Glenn Greenwald desafia a Globo mostrar propinoduto dentro da Lava Jato

No comunicado, o ator diz ainda que tem orgulho de parte de grupos que protegem ecossistemas e elogiou: “o povo brasileiro está trabalhando para salvar seu patrimônio natural e cultural”.

Bolsonaro fez as acusações nesta sexta-feira (29), ao se encontrar com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília.

“Quando eu falei que há suspeitas de ONGs, o que a imprensa fez comigo? Agora, o Leonardo DiCaprio é um cara legal, não é? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazônia”, disse.

O presidente já tinha citado o ator um dia antes, durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

“O pessoal da ONG, o que eles fizeram? O que é mais fácil? Botar fogo no mato. Tira foto, filma, a ONG faz campanha contra o Brasil, entra em contato com o Leonardo DiCaprio, e o Leonardo DiCaprio doa 500 mil dólares para essa ONG. Uma parte foi para o pessoal que estava tocando fogo, tá certo? Leonardo DiCaprio tá colaborando aí com a queimada na Amazônia, assim não dá.”

As declarações de Bolsonaro repercutiram fora do país.

Os jornais americanos “Washington Post” e “New York Times” destacaram que o presidente do Brasil criticou DiCaprio por incêndios na Amazônia e afirmaram que Bolsonaro não ofereceu nenhuma prova.

O britânico “The Guardian” disse que Bolsonaro acusou falsamente o ator de ter pago pelos incêndios.

Com informações do G1.

Compartilhe agora!