Frota diz que ‘príncipe’ Luis Philippe não foi vice por fotos em “suruba gay”


O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) revelou nesta quarta-feira (13) à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de São Paulo, que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) o questionou se o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança é gay, e que pouco tempo depois desistiu de o indicar como seu vice na chapa presidencial. O príncipe, herdeiro da família Orleans e Bragança, diz que foi vítima de um dossiê falso organizado por Gustavo Bebianno, então coordenador da campanha de Bolsonaro.

“Às 5h, me ligaram do aeroporto pedindo o celular do Levy Fidelix [presidente do PRTB] e dizendo que [Bolsonaro] iria chamar o General [Hamilton Mourão] pra vice, que não iria colocar o príncipe porque haviam mandado umas fotos do príncipe pra ele”, revelou o tucano.

O assunto voltou à tona após o presidente Jair Bolsonaro, em reunião com deputados do PSL para anunciar a nova sigla ontem em Brasília, comentar que errou de casamento, uma referência ao vice-presidente, o general Hamilton Mourão. Bolsonaro disse que preferia Luis Philippe como vice-presidente da chapa nas eleições presidenciais de 2018.

LEIA TAMBÉM:

Jornalista informou que Bolsonaro voltou cedo para o Rio no dia do assassinato de Marielle

O herdeiro da família real só não foi indicado por aparecer em fotos participando de uma suruba gay, indicou Frota. Luiz Philippe nega e diz que as fotos do dossiê são falsas.