Bolsonaro pediu socorro aos comunistas da China para salvar o leilão do pré-sal

Publicado em 8 novembro, 2019
Compartilhe agora!

O presidente Bolsonaro sabia com antecedência que o leilão do pré-sal seria um fiasco e pediu pessoalmente ao líder da China, Xi Jinping, para as petroleiras chinesas participarem.

O pedido de socorro foi feito pessoalmente na visita que Bolsonaro fez ao gigante comunista no fim de outubro; segundo a Folha de São Paulo.

LEIA TAMBÉM
Fiasco no leilão de entrega do pré-sal promovido por Bolsonaro e Guedes

Bolsonaro libera plantio de cana na Amazônia e no Pantanal

Petrobras salvou o leilão do pré-sal de fiasco maior, aponta Flávio Dino

A falta de interesse das grandes empresas privadas de petróleo no pré-sal se deu pela necessidade de investimento, tanto para arrematar os lotes, como para fazer a extração.

Mas o pior foi a instabilidade política e a insegurança passada pelo governo de Bolsonaro para o mercado que ele tanto endeusa.

E na falta dos capitalistas, quem entrou para salvar a parada foram os comunistas da China e a estatal do Brasil. No final, a Petrobras arcou com praticamente 90% nos dois leilões.

Flávio Dino “cantou a pedra”:

Na prática, a estatal brasileira comprou o que já era dela. E os chineses ajudaram um pouquinho e ficaram com um naco.

Com informações da Folha de São Paulo.

Compartilhe agora!