Bolsonaro “hostilizando” a Folha é prova de que os extremos se atraem

Publicado em 30 novembro, 2019
Compartilhe agora!

A lei da física garante que os extremos se atraem. A “hostilidade” do presidente Jair Bolsonaro em relação à Folha de S. Paulo é prova disso.

Mesmo levando cascudos na orelha, o jornalão compactua das mesmas ideias esdrúxulas do capitão na economia –que é o que realmente importa numa Nação.

Já foi dito antes, aqui, que Folha e Bolsonaro são farinha do mesmo saco e ambos são contrários aos interesses dos trabalhadores. Eles divergem entre si como num desacerto entre bandidos.

Bolsonaro e Folha estão unidos num pacto de sangue para sugar o povo brasileiro, vide a reforma da previdência e o diabólico pacote econômico recessivo de Paulo Guedes. Estão juntinhos para ferrar os mais pobres.

O presidente Jair Bolsonaro comporta-se como líder de torcida a distrair o público do fracasso do time; a Folha compactua e entra no jogo cujo único perdedor é a população brasileira.

Que ambos saiam perdendo, nesse caso.

LEIA TAMBÉM
Deltan Dallagnol se solidariza com procurador acusado de receber propina de doleiro

Contra Ratinho, escolas e universidades fecham as portas na segunda-feira

Ex-presidente do STJ diz que Palocci tenta ‘comprar liberdade’ na Lava Jato

Compartilhe agora!