Urgente: Evo Morales denuncia ‘conspiração golpista’ na Bolívia


O presidente da Bolívia Evo Morales, reeleito em primeiro turno para mais um mandato, denunciou neste domingo (27) que forças antidemocráticas preparam um golpe de estado para os próximos dias. Morales fez o alerta em um ato público: “Alerto desde Vila Vila a todo o povo boliviano a distintos setores sociais […] que se preparam para fazer um golpe de Estado na próxima [esta] semana”, declarou.

A oposição de direita não reconhece a proclamação oficial de Morales para um quarto mandato e classificou o resultado das eleições como “uma fraude”.

A oposição ameaça que a partir desta segunda-feira (28) se intensificarão os atos violentos de protesto, especialmente na capital La Paz, sede do Executivo e do Legislativo.

Em entrevista à rede de rádios estatais, o ministro de Governo, Carlos Romero, denunciou: “Estamos em um cenário de conspiração, contra a democracia, contra as eleições”.

LEIA TAMBÉM:

Evo Morales proclama vitória eleitoral no primeiro turno

Governo Bolsonaro não reconhece reeleição de Evo Morales na Bolívia

PT defende eleição de Evo Morales e repudia tentativa de golpe

A direita, com apoio dos Estados Unidos via a Organização dos Estados Americanos (OEA) e do chamado Grupo de Lima, opera para desestabilizar o governo Boliviano. Em La Paz e Cochabamba, setores conservadores e antidemocráticos preparam ações de desestabilização, segundo informações de fontes oficiais do governo boliviano.

*Com informações da AFP