Secretário do Trabalho da Bahia diz que Bolsonaro ameaça a produção do cacau

Publicado em 16 outubro, 2019
Compartilhe agora!

O secretário do Trabalho da Bahia, Davidson Magalhães, publicou um artigo denunciando o governo Bolsonaro pelo boicote à cadeia produtiva do cacau. Segundo ele, a produção do cacau é o principal propulsor da agricultura familiar no Sul do Estado.

O Ministério da Agricultura determinou a transferência de 611 funcionários da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) para a Secretaria de Defesa Agropecuária. Essa medida inviabiliza a continuidade da instituição que é imprescindível para a cacauicultura.

LEIA TAMBÉM:
Foto de ‘arminha’ de Bolsonaro apontada para Moro viraliza nas redes

Bolsonaristas já planejam nova ditadura com militares e evangélicos

Termina em bate-boca leitura de parecer sobre prisão em 2ª instância na CCJ da Câmara

Davidson afirma que há 32 anos a Ceplac não promove concurso de admissão e que o seu quadro atual é insuficiente. A transferência dos trabalhadores provocará um vazio funcional capaz de levar a Ceplac à extinção.

A instituição realiza pesquisas e auxilia os produtores de cacau para que mantenham a produtividade e a sustentabilidade da cultura. A partir dele, existe uma grande cadeia produtiva com cooperativas e fábricas de chocolate. O fim da instituição representará um grande retrocesso para a região.

O artigo de Davidson Magalhães foi publicado no portal Vermelho.

 

 

Compartilhe agora!