PT quer prévias para escolha de candidato da oposição em Curitiba

Publicado em 31 outubro, 2019
Compartilhe agora!


Em entrevista exclusiva para o Blog do Esmael nesta manhã de quinta-feira (31), o ex-deputado federal Angelo Vanhoni, atual presidente do PT de Curitiba, defende que o candidato da oposição à prefeitura nas eleições municipais de 2020 seja indicado através de uma prévia conjunta dos partidos oposicionistas. O dirigente petista indica que participariam das prévias os pré-candidatos do PT, PDT, MDB, PSOL e PCdoB.

Para Vanhoni, “as prévias reforçariam a unidade da oposição”, apresentando uma candidatura única dos partidos de esquerda e centro-esquerda para enfrentar o atual prefeito Rafael Greca, – candidato de Ratinho Jr. e Beto Richa – e o deputado estadual Fernando Francischini, apoiado por Bolsonaro e a Lava Jato de Sergio Moro e Deltan.

O cenário eleitoral em Curitiba aponta para uma disputa nacionalizada e acirrada, a cidade ainda abriga a prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os partidos de oposição trabalham com diversos pré-candidatos. Segundo Vanhoni, isto não se constitui num entrave, “ao contrário favorece um leque maior de possibilidades. Os pré-candidatos indicados por cada partido estariam habilitados para participar das prévias”, apontou.

Entre os pré-candidatos são lembrados os nomes: no PT: de Gleisi Hoffmann, do deputado federal Zeca Dirceu, da ex-vice-prefeita Miriam Gonçalves, do deputado estadual Tadeu Veneri, do ex-deputado federal Dr. Rosinha e do próprio Vanhoni. No MDB: os nomes do ex-senador Roberto Requião e do ex-deputado federal João Arruda. No PSOL: o da professora da UFPR Andréa Caldas e do professor da rede pública Claudino Dias. No PDT: os nomes do deputado estadual Goura, uma liderança emergente, e do ex-prefeito e atual deputado federal Gustavo Fruet. No PCdoB, o nome da assistente social Elza Campos empolgaria as bases comunistas. Também no PCdoB é lembrado o nome de Alzimara Bacelar, oriunda do extinto PPL.

Vanhoni declarou que sua inspiração é a formula adotada pela esquerda portuguesa, que construiu uma frente única, a Geringonça, e governa Portugal com êxito e sem as políticas de austeridade da União Europeia – uma fórmula de sucesso eleitoral e político. “Vamos construir a Geringonça curitibana”, conclama.

LEIA TAMBÉM:

Ao vivo: Vanhoni explica proposta de eleições primárias em Curitiba

Para não ficar somente no campo das ideias, Vanhoni tem se reunido com partidos e lideranças da oposição para discutir a convocação das prévias e uma candidatura unificada com o objetivo de derrotar os projetos conservadores de Greca-Ratinho e da Lava Jato em Curitiba. Ela já conversou com Requião sobre a questão e nesta quinta reúne com dirigentes do PSOL e PCdoB.

A tese da apresentação de candidaturas unificadas da esquerda para as eleições municipais de 2020 é um debate em curso nas cúpulas nacionais do PT, PSOL e PCdoB.

Compartilhe agora!