Preso no caso Marielle, ostenta fotos ao lado de Carlos e Jair Bolsonaro nas redes

O professor de artes marciais Josinaldo Lucas Freitas (Djaca), preso nesta quinta-feira (3) por envolvimento nos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ostenta fotos ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em suas redes sociais.

Segundo a polícia, Freitas teria jogado no mar as armas que foram usadas nos assassinatos. O crime aconteceu em março do ano passado no Rio de Janeiro.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro lamenta o fim da aposentadoria dos brasileiros

Lula sobre a Lava Jato: “A casa está caindo”

Lula: membro da Lava Jato preso por corrupção multou o Instituto Lula

O professor, que vive e dá aulas de artes marciais na região de Rio das Pedras e Muzema (áreas da Zona Oeste do Rio dominadas por milicianos), também tem fotos junto com o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Bolsonaro.

Na manhã desta quinta-feira, a Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpriu cinco mandados de prisão contra acusados de estarem ligados aos homicídios de Marielle e Anderson. Além de Josinaldo Freitas, foram alvos dos mandados Ronnie Lessa, Elaine Lessa, Bruno Figueiredo e Márcio Montavano.

Com informações da revista Veja.