“Povo do Equador rebela-se contra o neoliberalismo”, diz PT

Publicado em 8 outubro, 2019
Compartilhe agora!


O Partido dos Trabalhadores (PT) divulgou nota nesta noite de terça-feira (8) sobre a rebelião popular em curso no Equador. O partido manifestou solidariedade e apoio ao movimento popular contra as medidas neoliberais do presidente Lenín Moreno.

“O PT está solidário com o povo equatoriano na busca de justiça social e na construção de alternativas democráticas para a profunda crise em que o país irmão foi mergulhado pelo governo neoliberal de Lenin Moreno”, diz um trecho da nota.

Leia a íntegra da nota da comissão executiva nacional do PT:

O Partido dos Trabalhadores expressa sua profunda preocupação com a situação no Equador, palco de várias manifestações populares contra o governo de Lenin Moreno.

Com o abandono da política de desenvolvimento econômico e social e de uma política externa soberana de seu antecessor Rafael Correa, as decisões tomadas pelo atual governo têm agravado os problemas sociais e econômicos do país, resultando no aumento do nível de tensão entre manifestantes e governo, que responde com o uso de violência e prisões arbitrárias.

As recentes medidas de ajuste, de caráter neoliberal e em conformidade com os ditames do FMI, foram o estopim para a atual crise política e as manifestações populares.

LEIA TAMBÉM:

Manifestantes invadem a Assembleia Nacional do Equador; assista

Equador: Quito declara estado de emergência e Lenín Moreno foge da capital

Novos protestos sacodem o Equador pelo segundo dia consecutivo

Apoiamos o povo equatoriano em suas reivindicações e o fim do estelionato eleitoral praticado pelo governo de Lenin Moreno, que voltou-se contra a plataforma progressista e de justiça social que elegeu sua chapa.

O PT está solidário com o povo equatoriano na busca de justiça social e na construção de alternativas democráticas para a profunda crise em que o país irmão foi mergulhado pelo governo neoliberal de Lenin Moreno.

Comissão Executiva Nacional do PT
São Paulo 08 de outubro de 2019

Compartilhe agora!