Mais cinco presos ligados aos assassinatos de Marielle e Anderson

Publicado em 3 outubro, 2019
Compartilhe agora!

Mais cinco pessoas devem ser presas nesta quinta-feira (3), acusados de estarem ligados aos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes. Na realidade, eles são acusados de obstrução da Justiça e porte de arma e associação criminosa.

A vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes foram executado em março de 2018.

Os alvos dos mandados são o policial reformado Ronnie Lessa, que teria participado dos homicídios. Além dele, a sua mulher, Elaine Lessa, o cunhado, Bruno Figueiredo, Márcio Montavano e Josinaldo Freitas devem ser presos.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro “lamenta” e senadores ameaçam reforma da previdência

Em carta, Lula diz que vai lutar por justiça para Marielle

Miliciano ligado aos Bolsonaro tramou assassinato de Marielle, diz Curicica

Segundo a polícia o grupo teria jogado as armas no mar para se livrar das provas. Sob o comando de Elaine Lessa, o armamento foi descartado próximo às ilhas Tijucas, na cidade do Rio de Janeiro.

As prisões, portanto, não devem trazer avanços às investigações sobre os mandantes do assassinato de Marielle e Anderson.

Com informações da Carta Capital.

Compartilhe agora!