Jair Bolsonaro é um presidente covarde, afirma Glenn Greenwald

O jornalista norte-americano Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, pelo Twitter, chamou neste sábado (26) de “covarde” o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A broca do responsável pela #VazaJato e porque o capitão não aguentou as críticas e bloqueou no Twitter a equipe do Intercept.

Greenwald ainda divulgou o endereço ‘@DesbloqueandoJB’ que publica todos os tuítes de Bolsonaro.

“Ela [a conta] mostra todos os tweets que o presidente covarde – que bloqueia seus críticos”, disparou Glenn Greenwald.

LEIA TAMBÉM
Delegados da Polícia Federal reclamam do descaso do ministro Sérgio Moro

Aniversário de Lula em Curitiba e no mundo. Veja a programação

PSL vai lançar Joice Hasselmann à Presidência da República, contra Jair Bolsonaro

Quanto à Vaza Jato, trata-se de uma série de reportagens sobre conversas não republicanas entre procuradores da força-tarefa Lava Jato e o ex-juiz Sérgio Moro. Elas mostram o julgador (juiz) e o acusador (Ministério Público) em conluio para ferrar o acusado, em especial o ex-presidente Lula, tornando sua defesa impossível.

A Constituição Federal é clara ao estabelecer o sistema penal acusatório que divide os papéis entre defensor, acusador e julgador. A não observação desses elementos de ordem pública gera nulidade absoluta no processo penal.