Globo exige que Huck deixe o Caldeirão, se quiser disputar a Presidência da República

Publicado em 19 outubro, 2019
Compartilhe agora!

A Globo voltou a exigir que o apresentador Luciano Huck deixe o Caldeirão, caso realmente deseje disputar a Presidência da República em 2022.

Em 2018, após ultimato, Huck desistiu de concorrer ao Palácio do Planalto.

Na época, a emissora dos Marinho deixou claro que Huck não só teria que se desligar da emissora como também não voltaria aos seus quadros, caso fosse derrotado.

Entretanto, Luciano Huck parece que foi mordido pela mosca azul em relação a disputa eleitoral de 2022.

LEIA TAMBÉM
Intercept divulga novos diálogos sobre Moro

#Bolsolão indica risco de impeachment de Bolsonaro

Joice Hasselmann pode implodir Bolsonaro, ao vivo, no Roda Viva de 2ª feira

Pesquisa da FSB, divulgada ontem (18) pela Veja, mostra que num hipotético segundo turno contra o ex-presidente Lula, Huck chega a 39%, mas é batido pelo petista que faz 43% dos votos.

Ainda de acordo com a pesquisa da FSB, o ex-juiz Sérgio Moro e o apresentador da Globo tem praticamente o mesmo percentual de intenção de votos numa eventual disputa direta com Lula.

Moro 38% dos votos e Lula 34%, afirma a Veja, que aponta o ex-chefe da Lava Jato como “imbatível” eleitoralmente.

Num cenário político sem Lula, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) praticamente se apaga porque inexiste a polarização –benéfica para o capitão.

“O principal fator é que o próprio presidente incentiva a polarização o tempo todo, o que prejudica o centro”, explica Alberto Carlos Almeida, autor de O Voto do Brasileiro (2018).

Portanto, não estranhe o leitor se vir Bolsonaro gritando por aí “Lula Livre”.

O oposto também é verdadeiro, qual seja, Moro e Huck defendendo a permanência de Lula na cadeia.

Compartilhe agora!