pcdob

Em nota, PCdoB diz que não vai ‘amarelar’; foice e martelo continuam


Em nota divulgada neste domingo (13), a presidenta nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Luciana Santos, refutou notícias que circularam na imprensa sobre supostas mudanças no programa do partido e de alterações em sua identidade ideológica, como abandono do símbolo histórico dos comunistas: a foice entrelaçada com o martelo.

Luciana, que é vice-governadora de Pernambuco, adianta que a preocupação central do partido é o fortalecimento do PCdoB para as eleições municipais de 2020 e a resistência ao desastroso governo Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM:

PCdoB estuda abandonar ‘foice e martelo’ como símbolo

Jandira rebate os ataques de Eduardo Bolsonaro contra Lula e o PCdoB

Confira a íntegra a nota de Luciana Santos:

O Partido Comunista do Brasil prepara as comemorações de seu centenário na linha de coerência com sua identidade marxista-leninista selada no seu Estatuto e no seu Programa. São falsos, portanto, os boatos que circulam na mídia de que renegaria essa identidade. O PCdoB, neste momento, se movimenta para crescer e se fortalecer visando sua participação nas eleições de 2020 e para defender o Brasil e a classe trabalhadora em face do desastroso governo Bolsonaro.

Luciana Santos

Presidenta do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)