Eleição anulada para o Conselho Tutelar de Curitiba volta a valer

Compartilhe agora

O Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente de Curitiba (Comtiba) voltou atrás e decidiu validar a eleição para o Conselho Tutelar feita no dia 6 de outubro. O pleito havia sido anulado como um todo em função de irregularidades em algumas urnas.

O Conselho decidiu que serão realizadas novas votações somente nas regionais em que houve a troca de fotos de candidatos nas urnas. Ficam validados os resultados das regionais da Boa Vista, CIC, Portão e Matriz.

Será necessário fazer novas eleições nas regionais do Bairro Novo, Boqueirão, Cajuru, Pinheirinho, Santa Felicidade e Tatuquara.

LEIA TAMBÉM
Conselhos tutelares: Fraudes e desorganização anulam 9 eleições no país

Anulada a eleição para o Conselho Tutelar em Curitiba

Eleições para os Conselhos Tutelares neste domingo viram batalhas políticas e religiosas

Entre os quatro advogados que assinaram o recurso acolhido pelo Comtiba, estão Paulo Opuszka, Gabriela Varella, Matheus Ferraciolli e Bruno Borges.

“Quem ganha com isso é o processo democrático. A cidade mostrou interesse no Conselho Tutelar ao sair na rua no domingo e escolher seu Conselheiros. Essa escolha precisa ser respeitada. Os conselheiros do Comtiba entenderam isso”, afirmou Opuszka.

Com a decisão, 20 conselheiros eleitos terão a eleição ratificada, e novas eleições serão realizadas no dia 10 de novembro para as outras 30 vagas.