Com um mês de atraso, Bolsonaro manda investigar derrame de petróleo no mar do Nordeste

Publicado em 5 outubro, 2019
Compartilhe agora!

O presidente Bolsonaro ordenou, com um mês de atraso, que seja investigado o derrame de petróleo no mar da região Nordeste.

O despacho foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União neste sábado (5). Coincidentemente, o Blog do Esmael alertou, algumas horas antes, sobre o imobilismo do governo em relação ao desastre.

LEIA TAMBÉM
Petróleo contamina mais de 120 praias do Nordeste e o governo Bolsonaro nem aí

Alemanha rejeita pedido de Salles e mantém corte de auxílio ambiental

Agosto tem recorde de queimadas na Amazônia desde 2010

Bolsonaro para Noruega: “Pega a grana e ajude a Angela Merkel a reflorestar a Alemanha”

As investigações serão conduzidas pela Polícia Federal, Ministério da Defesa, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Segundo  o Ibama, 124 praias em 59 municípios de 9 estados já foram atingidos.

O ministro da devastação do Meio Ambiente serviu de garoto de recados. Confira:

Com informações do G1

Compartilhe agora!