Bolsonaro quer Eduardo líder no PSL e recua de indicação para embaixada

Compartilhe agora


O presidente Jair Bolsonaro mudou de rumo sobre o futuro imediato do filhote Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Segundo ele, o mais estratégico é que Eduardo assuma a liderança do PSL na Câmara de Deputados e abra mão da indicação para embaixada do Brasil em Washington (EUA). A informação foi transmitida pelo presidente durante entrevista no Japão, onde se encontra para acompanhar a ascensão do novo imperador japonês.

“Obviamente, isso o Eduardo vai ter de decidir nos próximos dias, talvez antes de eu voltar ao Brasil”, disse. “No meu entender, [o mais estratégico] é ele ficar no Brasil, até para pacificar o partido e ver o que pode catar de caco, porque teve gente que foi para o excesso. É igual um casal, chega um ponto de um problema que não tem mais retorno por parte de alguns”, afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro acredita que a crise no partido “Vai se arrefecer. Eu me pergunto: o pessoal tirava foto comigo, agora tira com o Bivar. O que ele tem de mais bonito ou de melhor do que eu?”, indagou.

O presidente disse ainda que na volta da viagem em novembro vai procurar os deputados da bancada federal do PSL.

LEIA TAMBÉM:

Ao vivo: Joice Hasselmann é entrevistada pelo programa Roda Viva

Eduardo Bolsonaro pode ser destituído outra vez da liderança do PSL

Segundo Bolsonaro, ele orientou o vereador Carlos Bolsonaro (Carluxo) para que se abstenha de comentar nas redes sociais a disputa pela liderança do PSL na Câmara dos Deputados.

*Com informações da Folha de São Paulo