Bolsonaro pode ser expulso do PSL

Publicado em 8 outubro, 2019
Compartilhe agora!

Quem piscar primeiro dança no PSL. O presidente Jair Bolsonaro e seus filhos – Carlos, Eduardo e Flávio— podem ser expulsos do partido.

Evidentemente que não haverá [por enquanto] um processo que redunde no expurgo do clã, mas o presidente Luciano Bivar parece ter o domínio do PSL.

Na prática, os Bolsonaro estão sendo convidados para sair da sigla.

Para o leitor ter uma ideia na temperatura dentro da agremiação, preste atenção nisso:

Na manhã desta terça (8), em Brasília, Bolsonaro jogou contra o próprio patrimônio ao recomendar para um apoiador “esquecer” o PSL e afirmar que Bivar estava “queimado pra caramba”.

LEIA TAMBÉM
WhatsApp admite disseminação em massa de fake news nas eleições de 2018

PT exige que TSE casse Bolsonaro pelo envio de fake news via WhatsApp

Hélio Negão, ‘papagaio de pirata oficial’ de Bolsonaro, desapareceu

“Esquece o PSL, tá ok?”, disse Bolsonaro no ouvido do apoiador que o esperava em frente ao Palácio da Alvorada.

A guerra entre Bivar e Bolsonaro é pelo controle de R$ 359 milhões que o PSL terá à disposição em 2020, ano de eleições municipais. O dinheiro é proveniente do Fundo Partidário.

Como Bivar manda no caixa, é natural que o presidente do PSL tenha maior apoio entre os correligionários. Na Câmara e no Senado, o dirigente recebeu desagravo de parlamentares. Bolsonaro se isolou.

Compartilhe agora!