Bolsonaro pede a cabeça de Bivar e o bloqueio dos recursos do PSL

Publicado em 31 outubro, 2019
Compartilhe agora!

O presidente Bolsonaro junto com um grupo de 24 integrantes do PSL entraram com uma representação contra o partido e seu presidente, Luciano Bivar, na Procuradoria-Geral da República.

Eles querem o bloqueio dos recursos do fundo partidário e o afastamento dos dirigentes do partido, entre eles o presidente Luciano Bivar. Segundo o documento, o PSL receberá cerca de R$ 110 milhões do fundo referente ao ano de 2019.

O grupo pede que o Ministério Público entre com uma ação civil pública para “apuração dos indícios de ilegalidade” para garantir a transparência e proteção do patrimônio público.

A peça diz que o patrimônio do partido é composto quase que 100% por recursos do fundo partidário, que a prestação de contas não foi feita corretamente nos últimos cinco anos e que deve ser seguida a Lei de Improbidade Administrativa.

LEIA TAMBÉM
Juíza da Lava Jato quer se livrar de Lula

Globo tem ‘bala de prata’ contra Bolsonaro, diz imprensa internacional

Ato ‘Quem mandou matar Marielle?’ nesta quinta-feira em Curitiba

Ou seja, confirma-se aquilo que todos já sabiam. Bolsonaro quer os recursos do fundo partidário e o controle do PSL para si. As eleições municipais estão aí…

Com informações da Agência Brasil.

Compartilhe agora!