Bolsonaro faz pose na Muralha da China e esquece de Hélio Negão


Com a agenda livre na tarde de quinta-feira (24), o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), aproveitou para fazer turismo e foi conhecer a Muralha da China, localizada a 80 km de Pequim. O presidente brasileiro assinou o livro de honra e fez poses para fotos oficiais. Porém a novidade dessa vez, foi a ausência do deputado federal Hélio Negão (PSL-RJ), seu inseparável companheiro, uma espécie de “papagaio de pirata” oficial nas incursões públicas do presidente.

Na visita, Bolsonaro estava acompanhado dos ministros das Relações Exteriores, Ernesto de Araujo; da Cidadania, Osmar Terra; de Minas e Energia, Bento Albuquerque; da Agricultura, Tereza Cristina; e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno. Além de alguns deputados e senadores.

LEIA TAMBÉM:

“Estou em um país capitalista”, diz Bolsonaro ao desembarcar na China

No Japão, com agenda vazia, Bolsonaro faz turismo ao lado de Hélio Negão

Hélio Negão, ‘papagaio de pirata oficial’ de Bolsonaro, desapareceu

Uma marca das viagens do presidente Bolsonaro ao exterior é a escassa atividade diplomática, com reduzidos eventos oficiais e a ausência de reuniões bilaterais com chefes de estados de outras nações.