Bolsonaro apela para a velha política

Publicado em 21 outubro, 2019
Compartilhe agora!

O governo de Jair Bolsonaro já nasceu velho. Só não vê quem não quer. A crise do presidente da República com o PSL só faz aflorar a velha política, que nada tem a ver com a questão de idade.

Bolsonaro sempre teve cheiro de naftalina. Suas práticas são as da velha política. Seu modus operandi é o mesmo do baixo clero no Congresso — típico de um “Severino Cavalcanti” [ex-presidente da Câmara que durou pouco porque fazia “cachorro” até com os restaurantes da Casa].

Pois bem, sem o PSL pelo qual se elegeu, Bolsonaro tenta buscar oxigênio para sobreviver politicamente junto ao DEM, MDB, PSD e partidos do Centrão. Recorre à velha política que dizia combater…

LEIA TAMBÉM
Globo vê ‘risco concreto’ para Bolsonaro na CPMI das Fake News

Alexandre Frota pede ‘Lula Livre’ para combater Bolsonaro

Capa da Veja reconhece o ‘fator Lula Livre’ na política nacional

A luta interna pelos fundos partidário e eleitoral do PSL praticamente expurgou os Bolsonaro –Jair, Flávio, Carlos e Eduardo– da agremiação. Eles não sabem ainda se irão para outra sigla ou se apostam numa outra legenda.

Há, porém, um temor no Palácio do Planalto. A falta de base de sustentação no Congresso Nacional é uma ameaça constante. Hoje, é a CPMI das Fake News quem tira o sono de Bolsonaro.

O presidente teme que descubram ‘o que ele fez no verão passado’, para usar uma frase de sua ex-líder e atual desafeta, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Compartilhe agora!