Acuado por Moro, Maia afirma que é “zero” chance de CPI da Vaza Jato

Publicado em 6 outubro, 2019
Compartilhe agora!

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), amarelou para o ministro da Justiça, Sérgio Moro. Em entrevista para a Folha/UOL, o parlamentar disse que é “próxima de zero” a chance da CPI da Vaza Jato.

No mês passado, 175 deputados assinaram o requerimento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CP) para investigar as mensagens vazadas entre procuradores da força-tarefa Lava Jato, coordenada por Deltan Dallagnol, e o ex-juiz Sérgio Moro.

Acuado, Maia, conhecido como “Botafogo” nas planilhas da Odebrecht, confessou que sucumbiu diante do ex-juiz:

“Acho que o ministro Sergio Moro tenta, como sempre, [é] a estratégia permanente dele, a estratégia de um pouco de pressão, de tentar acuar as instituições democráticas deste país.”

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro teria se beneficiado do esquema de laranjas do PSL via caixa 2, aponta assessor

Apresentadora zoa Bolsonaro durante coro do público no Rock in Rio

‘Todos já admitem que foi golpe’, aponta Guilherme Boulos; assista

O pedido de CPI da Vaza Jato se baseou nas revelações da série de reportagens feitas pelo site The Intercept Brasil, em parceria com outros veículos de comunicação, chamada de Vaza Jato.

As matérias revelaram mensagens apontando o conluio para fraude processual, manipulação de provas para condenar acusados, prevaricação com o uso das operações para lucro pessoal e anseios políticos.

Resumo da ópera: Rodrigo Maia não instala a CPI da Vaza Jato porque está com o rabão gordo preso.

Compartilhe agora!