Veja essa: até os mercados pedem a esquerda no Reino Unido

Compartilhe agora!

O jornal britânico Financial Times afirma que os mercados estão entusiasmados com a possibilidade de Jeremy Corbyn, líder de esquerda, vir a ser eleito primeiro-ministro na eleição de outubro.

Para que os brasileiros tenham ideia do que isso representa entre os britânicos, seria a mesma coisa que os mercados locais reconhecessem o erro político pelo golpe de 2016 e pedisse que o ex-presidente Lula voltasse ao Palácio do Planalto.

No caso da Grã-Bretanha, a chamada de volta do Partido Trabalhista é para resolver a encrenca do Brexit –a confusa saída do Reino Unido da União Europeia.

LEIA TAMBÉM
Comissão geral da Câmara culpa Bolsonaro por devastação na Amazônia

Datafolha vê Moro como adversário de Bolsonaro em 2022

Lava Jato implode e procuradores abandonam Deltan Dallagnol

Corbyn é o Lula do Reino Unido e o seu partido, o PT, um crítico das políticas neoliberais na ilha da Rainha.

Nesta quarta (4), o primeiro-ministro Boris Johnson sofreu uma derrota na Câmara dos Comuns cuja proposta era tirar o Reino Unido da União Europeia até a data limite de 31 de outubro, com ou sem pacto.

Portanto, Lula vem aí! Ops! Corbyn vem aí!

Compartilhe agora!