‘Temer cometeu sincericídio ao admitir o golpe contra mim’, diz Dilma

A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) amanheceu esta terça (17) de ‘alma lavada’ com a admissão pelo também ex Michel Temer (MDB), no programa Roda Viva, na noite de ontem (16), que ela foi vítima de um golpe de Estado em 2016.

“Michel Temer cometeu ontem novo ato de sincericídio, no Roda Viva”, afirmou a petista em sua conta no Twitter.

Segundo Dilma, seu ex-vice admitiu que ela sofreu um golpe de Estado e [ainda] disse que se Lula tivesse ido para o governo dela não teria havido o impeachment.

LEIA TAMBÉM
URGENTE: Direitos Humanos irão intimar Deltan e Moro sobre prisão política de Lula

Amigo de Sérgio Moro defende lei contra abuso de autoridade

Glenn Greenwald reafirma que Moro e Deltan chefiavam esquema corrupto

A ex-presidenta petista estranhou que na entrevista Temer não tenha sido perguntado ou mencionado espontaneamente seus dois auxiliares mais próximos: Moreira Franco e e Eliseu Padilha.
“A Ponte para o Futuro é a matriz do programa de governo de Bolsonaro”, concluiu.