PSL deixa base aliada de Witzel após pedido de Flávio Bolsonaro

Publicado em 16 setembro, 2019
Compartilhe agora!

Reprodução.

A bancada bolsonarista na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) atendeu a um pedido do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), que é o presidente estadual do PSL, e deixou a base aliada do governo Wilson Witzel (PSC).

Em nota, a bancada do PSL disse que discorda de posicionamentos políticos do governador Witzel. “Os 12 deputados do partido reiteram o compromisso com o Estado do Rio de Janeiro”, diz o comunicado.

Na semana passada, Witzel criticou a forma como o presidente Jair Bolsonaro (PSL) lida com o Congresso Nacional. Questionado diretamente sobre a possível falta de liderança do Executivo, o ex-juiz, que se elegeu com o apoio da família Bolsonaro, afirmou que “o governo precisa ter uma articulação melhor”.

LEIA TAMBÉM:

Lei em homenagem a Marielle Franco é sancionada no RJ

Centrais e movimentos sociais convocam a Greve Global pelo Clima dia 20

Procuradores da Lava Jato redigiram pedido de impeachment de Gilmar Mendes

Antes, Witzel já havia acenado que pretendia concorrer à Presidência da República em 2022, o que causou um estremecimento com os deputados do PSL do Rio.

O governador do Rio também fez críticas ao ativismo de Bolsonaro nas redes sociais.

Compartilhe agora!