Ministro da Cidadania diz que Ancine terá presidente ‘conservador’

Compartilhe agora!


O ministro da Cidadania Osmar Terra afirmou que o novo presidente da Agência Nacional de Cinema (Ancine) vai seguir com o mesmo perfil conservador característico do governo Bolsonaro. A declaração foi feita durante o 25º Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas, iniciado nesta quinta-feira (12), no Rio de Janeiro.

De acordo com a Agência Brasil, o ministro já está realizando modificações na Ancine e prevê novas mudanças em outubro, conforme desejos do presidente, que no mês de agosto declarou que o órgão deve focar a realização de obras que respeitem a tradição “judaico-cristã”.

LEIA TAMBÉM:

Reinaldo Azevedo: Guerra entre Bolsonaro e Moro derrubou secretário da Receita

Governo Bolsonaro, para seduzir Centrão, cogita dobrar fundo eleitoral

Ancine: Cineastas, produtores e artistas assinam carta contra censura

Esse governo é conservador nos costumes e liberal na economia. Então tem que ter um perfil, já estamos indicando uma pessoa para a Ancine, vai vagar uma diretoria agora em outubro e será indicada outra pessoa e vamos ver quem é o melhor nome pra isso”, disse Terra.

Para uma das quatro vagas de diretor da Ancine, que posteriormente é definida entre elas o novo presidente, Osmar Terra anunciou que o nome da diplomata de carreira do Itamaraty Paula Alves de Souza já foi indicada para um dos postos.

Compartilhe agora!