Maduro não poupa Bolsonaro em entrevista à Folha

Publicado em 17 setembro, 2019
Compartilhe agora!

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) levou umas sabugadas de seu homólogo venezuelano, Nicolás Maduro, em entrevista à Folha.

Para a jornalista Mônica Bergamo, o bolivariano não poupou o capitão brasileiro chamando-o de “Hitler da América Latina” e dizendo que sua oposição na Venezuela é muito pior que Bolsonaro.

“Eu creio que devemos buscar as explicações nos próprios erros e nos próprios atos inconstitucionais da oposição. Nós na Venezuela temos uma oposição pior do que o Bolsonaro. À direita do Bolsonaro. Que tem o objetivo de derrubar inconstitucionalmente a revolução”, afirmou à reportagem.

Maduro tem razão. Quem conhece a Venezuela sabe que a oposição no país caribenho, inclusive a mídia, é fascista. Pior que a brasileira, que é mais “jeitosa”, porém mais golpista. Por exemplo, a Folha participou da conspiração para derrubar a presidenta Dilma Rousseff (PT).

LEIA TAMBÉM
Beneficiado por um golpe, Michel Temer jura que jamais apoiou ou se empenhou pelo golpe

Justiça de São Paulo rejeita denúncia da Lava Jato contra Lula e Frei Chico

PSL deixa base aliada de Witzel após pedido de Flávio Bolsonaro

A Folha, por questões editoriais, classifica o governo de Maduro uma “ditadura” –embora a Venezuela realize mais eleições do que qualquer outro país da América Latina.

A Folha tem a mesma opinião que Bolsonaro nos quesitos Venezuela e economia. Aliás, o jornalão paulistano e o capitão também pensam a mesma coisa sobre a retirada de direitos dos trabalhadores. Vide o caso da reforma da previdência.

Enfim, Bolsonaro e Folha se merecem no final das contas.

O Blog do Esmael defende a autodeterminação dos povos e é contra a ingerência em assuntos internos de outros países.

Mais: o Brasil tem o papel de atuar como pacificador na região e não de incendiário a serviço de potências como os Estados Unidos.

Compartilhe agora!