Maduro comemora decisão de Trump de demitir assessor antivenezuelano

Compartilhe agora!

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, comemorou nesta terça (10) a decisão de seu homólogo norte-americano, Donald Trump, que demitiu o assessor de Segurança John Bolton.

Para o Palácio Miraflores, sede do governo em Caracas, Bolton era um assessor antibolivariano e antivenezuelano.

O assessor mantinha uma “linha radical” contra Maduro e deformava dados acerca da situação política na Venezuela e na América Latina.

LEIA TAMBÉM
#VazaJato terá bomba internacional, antecipa editor do Intercept

Reinaldo Azevedo: Lava Jato entrou na fase da chanchada

URGENTE: Lula será ouvido pelo Conselho de Direitos Humanos

O assessor de segurança da Casa Branca começou a entrar em desgraça quando Maduro abriu canal de conversas diretamente com o presidente norte-americano.

Bolton era o principal elo entre o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (PSL), e Trump.

Compartilhe agora!