Justiça manda Doria devolver apostilas recolhidas às escolas de SP

Compartilhe agora!


A juíza Paula Fernanda de Souza determinou, nesta terça-feira (10), a suspensão do recolhimento das apostilas de ciências dos alunos do 8º ano do Ensino Fundamental da rede estadual de São Paulo. A decisão da Justiça repara uma atitute arbitrária do governador paulista.

O material didático foi recolhido na última terça-feira, 3 de setembro, a pedido do governador João Doria (PSDB). O tucano considerou o conteúdo da apostila como uma “apologia à ideologia de gênero”.

A decisão julgou uma ação popular proposta por professores e pesquisadores de universidades públicas contra Doria, a qual pedia a anulação do ato do governador.

LEIA TAMBÉM:

URGENTE: Lula será ouvido pelo Conselho de Direitos Humanos

Beijaço na Bienal do Rio desafia a censura de Crivella

“Não há dúvidas que a retirada do material suprimiria conteúdo de apoio de todo o bimestre de diversas áreas do conhecimento humano aos alunos do oitavo ano da rede pública, com concreto prejuízo ao aprendizado”, disse a juíza em sua decisão.

O ato arbitrário do governador paulista foi mais um atentado aos preceitos da Constituição, perpetrados nos últimos dias por governantes que flertam com a onda de censura e repressão incentivados pelo governo bolsonarista.

Compartilhe agora!