Jornalistas deixam revista ‘Época’ após reportagem sobre Heloísa Bolsonaro


O clima continua fervendo na redação da Época, revista semanal da família Marinho, após a repercussão negativa da reportagem sobre o trabalho de coaching de Heloísa Bolsonaro, esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Três jornalistas que integravam o comando editorial da revista pediram demissão na manhã desta terça-feira (17).

Os jornalistas Daniela Pinheiro, Plínio Fraga e Marcelo Giannini Copolla deixaram a publicação em razão repercussão negativa da reportagem sobre a atuação de Heloísa Bolsonaro como coach.

LEIA TAMBÉM:

Globo faz matéria com jornalista disfarçado e reaviva a ira da Família Bolsonaro

Acuada, Globo pede desculpas por matéria sobre nora de Bolsonaro

Carla Zambelli faz campanha nas redes sociais para Bolsonaro não ir à ONU

O Grupo Globo já havia pedido desculpas a Heloísa pela publicação, “uma vez que ela não é figura pública e não participa de atividades políticas que justifiquem fiscalização da imprensa”.

A revista Época durante o período dos governos petistas também atuou contra membros das famílias dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, utilizando métodos escusos e antiéticos para atingir fins políticos.