Alberto-Goldman-Foto-George-Gianni-PSDB-11

Ex-governador Alberto Goldman morre aos 81 anos em São Paulo

Compartilhe agora!

Alberto-Goldman-Foto-George-Gianni-PSDB-11O ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), morreu hoje (1º) em São Paulo. Ele tinha 81 anos e estava tratando um câncer.

Goldman estava internado no hospital Sírio Libanês, desde 19 de agosto. Ele foi submetido a uma cirurgia para estancar uma artéria que estourou no cérebro.

O ex-governador tucano era um dos principais desafetos do atual governador João Doria (PSDB). No ano passado, eles tiveram grandes embates públicos porque Doria começou viajar o País para concorrer à Presidência. O partido decidiu lançar Geraldo Alckmin para a disputa.

LEIA TAMBÉM
PT tenta Requião como candidato a prefeito de Curitiba

Bolsonaro anuncia que passará por nova cirurgia

Proibição da Vigília Lula Livre vai a julgamento quarta-feira no TJPR

Goldman acusou Doria de abandonar São Paulo e, no contra-ataque, Doria disse que Goldman era um fracassado que vivia de pijamas em casa.

No segundo turno de 2018, Goldman declarou voto em Fernando Haddad (PT) contra o retrocesso que ele julgava ser a eleição de Jair Bolsonaro (PSL).

Alberto Goldman iniciou a militância política no PCB, em 1950, no movimento estudantil. Esteve à frente da resistência à ditadura militar (1964-1984).

Compartilhe agora!