‘Espero que a PF já tenho tirado o porte do Janot’, diz Rodrigo Maia


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse esperar que a Polícia Federal retire o porte de armas do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. A declaração foi dada nesta sexta-feira (27), durante participação de evento na Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro, sobre parcerias públicos-privadas.

“Pelo menos espero que a Polícia Federal já tenha tirado o porte de arma dele. Pelo menos isso, para a gente ficar um pouco mais tranquilo. Esse é o Brasil”, disse o presidente da Câmara.

Maia disse ainda que a revelação pode afetar os investimentos privados no país: “Temos que ter projeto e segurança jurídica para os investimentos. A parte do parlamento, principal, é justamente garantir a segurança jurídica, junto com o Executivo, claro”.

LEIA TAMBÉM:

Haddad comenta o Brasil em 3 episódios; confira

Janot pode perder porte de arma e ser proibido de entrar no STF

Janot vira sinônimo de piada nas redes sociais

“Mas o Brasil é um país estranho. Cada dia é uma novidade. Hoje descobrimos que o procurador-geral queria matar um ministro do Supremo. Quem é que vai querer investir num país desse?”, perguntou.

Ele não quis comentar a decisão do STF que pode anular sentenças da Operação Lava Jato. Maia disse aguardar o fim do julgamento, que ainda analisará o alcance da deliberação.

*Com informações da Folha de São Paulo