Bolsonaro vai cobrar impostos de férias, 13º e horas extras, denuncia Gleisi

Publicado em 27 setembro, 2019
Compartilhe agora!

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), denunciou nesta sexta-feria (27) Jair Bolsonaro (PSL) por criar impostos contra trabalhadores via medida provisória.

A dirigente petista se refere à lei 13.876, sancionada por Bolsonaro, com o intuito de arrecadar R$ 20 bilhões com imposto sobre férias, 13º e horas extras em acordos coletivos.

Para Gleisi Hoffmann, o diabólico presidente governa para a elite e quer arrecadar às custas do empregado e do povo. ‘Por que não taxa as fortunas dos mais ricos?’, questiona.

A nova lei estabelece altera a natureza dos acordos trabalhistas de “indenizatória” para “remuneratória”, o que enseja a cobrança de tributos.

LEIA TAMBÉM
Petistas reagem às confissões de Rodrigo Janot

Janot vira sinônimo de piada nas redes sociais

Mutirão por Lula Livre em todo país neste fim de semana

“Bolsonaro assinou mais uma medida que prejudica o trabalhador brasileiro, que passará a pagar impostos sobre férias, 13º salário e horas extras e vale para acordos trabalhistas. Bolsonaro governa para a elite, quer arrecadar às custas do empregado, do povo e não taxa os mais ricos”, escreveu a presidenta do PT.

Do ponto de vista legal, possivelmente o presidente da República esteja criando um bis in idem (cobrando duas vezes o imposto). Dessa forma, é provável que alguma partido ou entidade federal ingresse com uma ADIN (ação direita de inconstitucionalidade) contra a medida.

Compartilhe agora!