Augusto Aras será empossado hoje como Procurador-Geral da República

Publicado em 26 setembro, 2019
Antônio Augusto Brandão de Aras, indicado para o cargo de procurador-geral da República, durante sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Foto da EBC

O novo procurador-geral da República, Augusto Aras, toma posse do cargo nesta quinta-feira (26), às 10 horas. Ele foi aprovado pelo Senado e teve a nomeação publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta quarta-feira (25).

Aras foi escolhido no início do mês pelo presidente Bolsonaro. Seu nome foi aprovado pelo Senado por 68 votos a 10.

LEIA TAMBÉM
Eugênio Aragão: “Augusto Aras é um oportunista, um vendedor de tônico capilar”

Procuradores protestam contra a indicação de Aras em todo o país

Augusto Aras na PGR é derrota da Lava Jato e humilhação para Moro

A sua indicação foi alvo de protestos por procuradores federais, pois ele não fazia parte da lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), uma praxe introduzida pelo governo petista em 2003.

Após a indicação, a associação divulgou nota na qual classificou a escolha como “retrocesso democrático e institucional”. “O indicado não foi submetido a debates públicos, não apresentou propostas à vista da sociedade e da própria carreira”, diz trecho da nota.

Bolsonaro preferiu escolher um nome que não lhe cause “problemas” e que não leve adiante as investigações sobre casos como o de Fabrício Queiroz, só para citar o mais escandaloso.

Mas também, escolheu um nome que não é de perfil lavajatista, desagradando e desprestigiando o e ex-juiz Sérgio Moro e sua “República de Curitiba”.

Uma no cravo, outra na ferradura.