Augusto Aras na PGR é derrota da Lava Jato e humilhação para Moro

Compartilhe agora!

A indicação de Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República representa mais um duro golpe na “República de Curitiba” formada pelos procuradores da lava jato e pelo ex-juiz Sérgio Moro.

Aras tem posicionamento contrário à espetacularização da Justiça e também à criminalização da política promovida por procuradores.

Segundo a jornalista Mônica Bergamo, a sua indicação foi recebida com alívio no Supremo Tribunal Federal e no Congresso. Outros cotados eram considerados desastrosos.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro “demite” Dodge e indica Aras na PGR

Saúde ruim derruba a popularidade de Bolsonaro

Bolsonaro ameaça fuzilar quem estiver em ministério perto de janelas no dia 7/9

E o ex-herói nacional, Sérgio Moro é cada vez mais escanteado por Bolsonaro, que só o mantém como figura decorativa, muito por causa de sua popularidade ainda alta.

Moro não conseguiu emplacar nomes de sua preferência, e nem foi consultado por Bolsonaro. Virou um “orelha seca” no governo.

Com informações da Folha de São Paulo.

Compartilhe agora!