Angelo Coronel é ameaçado de morte após assumir presidência da CPI das Fake News

O senador Angelo Coronel (PSD-BA) está recebendo ameaças de morte depois que assumiu a presidência da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News.

LEIA TAMBÉM:
Reinaldo Azevedo promete hoje ‘nitroglicerina pura’ na #VazaJato

Glenn Greenwald indica que vem aí chumbo grosso da #VazaJato em Bolsonaro

AO VIVO: Votação da “Escola Sem Partido” na Assembleia Legislativa do Paraná

Angelo Coronel solicitou escota à Polícia Legislativa após sofrer as intimidações em seu e-mail funcional. “Vamos encher sua boca chumbo” e “você não sabe com quem está mexendo” foram algumas das mensagens que senador recebeu de maneira anônima.

“Nada disso vai me ameaçar, só me estimula. É muito preocupante que ainda existam pessoas que precisam se esconder porque não têm coragem de exercer a crítica de forma aberta, franca e democrática. Vamos trabalhar para coibir isso”, afirmou o parlamentar.

Instalada no dia 4 de setembro, a CPMI das Fake News é Composta por 15 senadores e 15 deputados e terá 180 dias para investigar a criação de perfis falsos para influenciar as eleições do ano passado e os ataques cibernéticos contra a democracia e o debate público.

Com informações da Veja.