Alvo da PF, líder de Bolsonaro no Senado coloca cargo à disposição

Publicado em 19 setembro, 2019
Compartilhe agora!

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal nesta quinta-feira (19), disse que colocou seu cargo de líder do governo no Senado à disposição do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

“Tomei a iniciativa de colocar à disposição o cargo de líder do governo para que o governo possa, ao longo dos próximos dias, fazer uma avaliação se não seria o momento de proceder uma nova escolha ou não”, afirmou.

LEIA TAMBÉM:
Às vésperas da criação da CPI, Lava Jato faz busca e apreensão no Congresso Nacional

Joice Hasselmann diz que vai ao Supremo tentar melar a CPI da Lava Jato

Conversas de Lula ficaram fora dos autos para coibir vazamentos, diz juiz da Lava Jato

As buscas e apreensões se basearam em inquérito que apura supostas irregularidades em obras da transposição do Rio São Francisco no período em que Bezerra foi ministro da Integração Nacional, no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). O filho do senador, o deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE), também foi alvo da operação.

Bezerra disse que as buscas foram desnecessárias e que está à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos.

“Não havia nenhuma necessidade dessas diligências nas minhas residências e nos meus locais de trabalho. Eu me coloco, como sempre me coloquei, à disposição para prestar todos os esclarecimentos”, disse.

Compartilhe agora!