Risco Bolsonaro: Dólar fecha em alta e é vendido por R$ 4,068

Compartilhe agora!

O Dólar teve a maior alta desde maio, R$ 4,068. A alta foi de 1,60%. Tudo isso em virtude do Risco Bolsonaro e da recessão econômica que já atinge oficialmente o Brasil.

Em maio a moeda norte-americana chegou a R$ 4,104, mas hoje (19) bateu o recorde.

Há o temor de que as coisas piorem ainda mais com uma recessão mundial, cujos principais atores são a China e os Estados Unidos. Os dois países travam uma guerra comercial.

LEIA TAMBÉM
Turquia: Erdogan destitui prefeitos das maiores cidades curdas

PT repudia abuso de autoridade contra deputada Rosa Neide

Para jornal português, Moro passou de superministro para miniministro

Os chineses decidiram baixar os juros para facilitar o crédito para as suas empresas e produtores ganhem maior competitividade externa.

Enquanto isso, no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) intensifica a verborragia contra comunistas e faz pose de carcereiro do sequestrador do publicitário Washington Olivetto, além de se preocupar em aparelhar o Estado para blindar-se a si e seus parentes.

De economia o ‘Coiso’ já disse que nada entende…, como também não entende de nada que diga respeito a governar.

Compartilhe agora!