Chave-de-cadeia

Preso morre na cadeia da Lava Jato, em Curitiba

Compartilhe agora!

Um preso de 38 anos morreu nesta segunda-feira (26) no presídio da Lava Jato, o Complexo Médico Penal de Pinhas, na região metropolitana de Curitiba.

O ex-ministro José Dirceu e o operador financeiro do PSDB, Paulo Preto, cumprem pena no local, porém, em ala diferente do morto.

Willian Ribeiro Machado, preso por roubo em dezembro, foi espancado até a morte por volta das 10h30, segundo o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen).

LEIA TAMBÉM
Dodge pede ao STF que parte do fundo da Lava Jato vá para a Amazônia

Navio petroleiro em risco de causar tragédia na Bacia de Campos

Moro reclama com Guedes e quer mais dinheiro para 2020

Esta foi a segunda confusão na cadeia da Lava Jato em menos de um mês. No último dia 16, houve uma tentativa de rebelião de presos. Dois agentes penitenciários ficaram feridos.

Na época, os presos tentaram invadir a 4.ª Galeria, que tem capacidade para 76 detentos e abrigava mais de 200.

Um dos motivos da tensão no presídio é a superlotação, explica a advogada Isabel Mendes, presidente do Conselho da Comunidade de Curitiba.

Compartilhe agora!