2AC19C29DBEAA382DAE55235303878BB20D2_felipesantacruz

OAB informa à PF que Felipe Santa Cruz tem recebido ameaças

Compartilhe agora

2AC19C29DBEAA382DAE55235303878BB20D2_felipesantacruz A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) informou à Polícia Federal (PF) que Felipe Santa Cruz, presidente nacional da entidade, vem recebendo ameaças em redes sociais nos últimos dias.

LEIA TAMBÉM:
Filha do presidente da OAB é atacada por robôs bolsonaristas nas redes

Bolsonaro tem 15 dias para explicar ao STF fala sobre pai de presidente da OAB

Segundo assessoria da OAB, a maior preocupação envolve uma mensagem específica, que mencionou o carro blindado usado pelo dirigente da entidade dos advogados.

Ao G1, Felipe Santa Cruz disse que não acompanha mais o perfil e que ameaças têm sido feitas diariamente.

“Eu não fico olhando mais o perfil, só que lá teve uma postagem identificada [pela equipe] como estranha, falando de carro blindado que eu uso”, explicou o advogado.

“Não quero fazer disso o principal. O importante pra gente é a discussão da memória e da verdade, os assuntos do Brasil”, complementou Felipe Santa Cruz.

O presidente da OAB tem sido alvo de ameaças em suas redes sociais desde que Jair Bolsonaro fez um comentário sobre o desaparecimento de seu pai, Fernando Augusto de Santa Cruz, durante o Regime Militar.

Leia a nota da OAB sobre o assunto:

NOTA À IMPRENSA

Na última segunda-feira (29/07), a OAB nacional protocolou na Superintendência Regional da Polícia Federal no Distrito Federal duas notícias crime: uma por ameaças e ofensas e outra por fraude contra o presidente da Ordem, Felipe Santa Cruz.

Destaca-se a manifestação de um usuário do Facebook, cujo perfil é nomeado Breno Freire, que postou “Você não passa de comunista igual seu pai, achar um semi-deus pq andar de carro blindado, não esqueça que existe .50BMG e explosivo C-4”.

Foi solicitada a abertura de inquérito policial para averiguar os fatos e, se constatada a prática de ilícito penal, o envio dos autos ao Ministério Público. O presidente Felipe Santa Cruz confia que a Polícia Federal fará toda a investigação necessária para elucidar os casos.

Assessoria de Comunicação

Conselho Federal da OAB

As informações são do G1.