Por Esmael Morais

O placar da vergonha [reforma da previdência] no Senado, confira os votos

Publicado em 11/08/2019

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), fez pacto com Bolsonaro para ferrar os trabalhadores.

O Estadão divulgou neste domingo (11) o ‘placar da vergonha’ no Senado sobre a reforma da previdência.

Segundo o jornalão paulistano, 53 senadores são favoráveis ao fim da aposentadoria (veja abaixo os nomes), 13 são contra a reforma da previdência, 10 não quiseram responder, 4 estariam indecisos e 1 não vota (presidente do Senado).

A PEC 06/2019 já passou na Câmara em votações no 1º e 2º turnos. Agora repete-se o mesmo procedimento no Senado.

Para tentar aliar a barra dos parlamentares contrários à aposentadoria e favoráveis à reforma da previdência, o estadão criou o subterfúgio “a favor da reforma, mas com mudanças” cujo sinônimo é fim da aposentadoria.

Note caro leitor que nenhum dos senadores depende da aposentadoria para viver, logo serão eles quem colocarão ‘fim’ ao benefício para o povo brasileiro. Anote e lembre disso nas eleições vindouras.

LEIA TAMBÉM
Até Moro é Lula Livre, segundo Bolsonaro

Bolsonaro chama repórter de “mané” por perguntar sobre avó de Michelle

Lula rejeita culpa e progressão para o regime semiaberto

Confira o placar, de acordo com o Estadão:

A FAVOR DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA (FIM DA APOSENTADORIA):

Acir Gurgacz (PDT-RO)

Alessandro Vieira (CIDA-SE)

Alvaro Dias (PODE-PR)

Antonio Anastasia (PSDB-MG)

Arolde de Oliveira (PSD-RJ)

Carlos Viana (PSD-MG)

Chico Rodrigues (DEM-RR)

Ciro Nogueira (PP-PI

Confúcio Moura (MDB-RO)

Dário Berger (MDB-SC)

Eduardo Braga (MDB-AM)

Eduardo Girão (PODE-CE)

Eduardo Gomes (MDB-TO)

Eliziane Gama (CIDA-MA)

Elmano Férrer (PODE-PI)

Esperidião Amin (PP-SC)

Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)

Flávio Arns (REDE-PR)

Flávio Bolsonaro (PSL-RJ)

Izalci Lucas (PSDB-DF)

Jarbas Vasconcelos (MDB-PE)

Jayme Campos (DEM-MT)

Jorginho Mello (PL-SC)

José Maranhão (MDB-PB)

Juíza Selma (PSL-MT)

Lasier Martins (PODE-RS)

Lucas Barreto (PSD-AP)

Luis Carlos Heinze (PP-RS)

Luiz do Carmo (MDB-GO)

Mailza Gomes (PP-AC)

Major Olimpio (PSL-SP)

Mara Gabrilli (PSDB-SP)

Marcelo Castro (MDB-PI)

Marcio Bittar (MDB-AC)

Marcos do Val (CIDA-ES)

Marcos Rogério (DEM-RO)

Maria do Carmo Alves (DEM-SE)

Nelsinho Trad (PSD-MS)

Omar Aziz (PSD-AM)

Oriovisto Guimarães (PODE-PR)

Plínio Valério (PSDB-AM)

Roberto Rocha (PSDB-MA)

Rodrigo Cunha (PSDB-AL)

Rose de Freitas (PODE-ES)

Sérgio Petecão (PSD-AC)

Simone Tebet (MDB-MS)

Soraya Thronicke (PSL-MS)

Styvenson Valentim (PODE-RN)

Tasso Jereissati (PSDB-CE)

Telmário Mota (PROS-RR)

Vanderlan Cardoso (PP-GO)

Wellington Fagundes (PL-MT_

Zequinha Marinho (PSC-PA)

CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA (MANUTENÇÃO DA APOSENTADORIA)

Cid Gomes (PDT-CE)

Fabiano Contarato (REDE-ES)

Humberto Costa (PT-PE)

Jaques Wagner (PT-BA)

Jean Paul Prates (PT-RN)

Jorge Kajuru (PSB-GO)

Paulo Paim (PT-RS)

Paulo Rocha (PT-PA)

Randolfe Rodrigues (REDE-AP)

Rogério Carvalho (PT-SE)

Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)

Weverton (PDT-MA)

Zenaide Maia (PROS-RN)

NÃO QUISERAM RESPONDER

Daniella Ribeiro (PP-PB)

Irajá (PSD-TO)

Jader Barbalho (MDB-PA)

José Serra (PSDB-SP)

Kátia Abreu (PDT-TO)

Mecias de Jesus (PRB-RR)

Otto Alencar (PSD-BA)

Reguffe (Sem partido-DF)

Renilde Bulhões (PROS-AL)
Suplente de Fernando Collor

Romário (PODE-RJ)

INDECISOS

Angelo Coronel (PSD-BA)

Leila Barros (PSB-DF)

Renan Calheiros (MDB-AL)

Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

NÃO VOTA

Davi Alcolumbre (DEM-AP)