MPF dá 10 dias para que governo explique censura na Ancine

Compartilhe agora!

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro instaurou procedimento para apurar o veto do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a projetos audiovisuais com temática LGBT em edital publicado pela Ancine.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro diz que diretor da PF é escolha dele e não de Moro

Ministério da Educação indica general para cuidar do Enem

Gleisi: Bolsonaro, as corporações e as fragilidades das instituições

O MPF expediu ofícios ao Ministério da Cidadania e à Ancine, requisitando informações, no prazo de dez dias, sobre a suspensão do edital, bem como sobre suposta decisão governamental de não aprovar projetos audiovisuais relacionados a temáticas LGBT.

Bolsonaro vetou nominalmente três produções com temática LGBT selecionadas no edital, publicado em março de 2018. Posteriormente, o processo de seleção, que já se encontrava em sua fase final, foi suspenso por ato do Ministro da Cidadania.

Com informações do MPF-RJ.

Compartilhe agora!